Arquivos da categoria: Educação

Ocupação da reitoria da UFRJ denuncia os cortes na educação

O corte de R$ 9 bilhões na educação, promovido pela política de ajuste fiscal do Governo Federal, e o projeto de ampliação da terceirização aumentaram a crise do sistema educacional brasileiro em 2015. Várias universidades públicas paralisaram suas atividades acadêmicas por falta de condições de trabalho devido aos problemas de infraestrutura, falta de pagamento de terceirizados e ameaça de término das verbas antes do fim do ano.

A situação não era diferente na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).  A Qualitécnica, uma das empresas responsável pela limpeza da faculdade, está mergulhada em dívidas e processos trabalhistas e por isso não vinha pagando seus funcionários. Diante da falta de diálogo com o reitor da universidade, Carlos Levi, os estudantes decidiram em assembleia extraordinária pela ocupação da reitoria, exigindo o pagamento integral dos funcionários terceirizados e a ampliação da assistência estudantil.

Fonte: Facebook – Ocupa UFRJ. Autor Ribs

Continue lendo

Mau jornalismo – “O Globo” ataca direção do Sepe para proteger seus interesses

Padrão Globo de jornalismo: transformando golpe  em "sucessão democrática"

Padrão Globo de jornalismo: transformando golpe em “sucessão democrática”

 
Por Dirley Santos
 
Depois dessa, ainda é possível alguém levar as Organizações Globo a sério?
Qual a relevância mesmo deste tipo de matéria?
Vai ter uma também levantando a filiação partidária dos secretários do prefeito e do governador?
Continue lendo

28/9/13: Dia da Covardia contra a educação no Rio

Por Max Laureano

luto_professores

Manifestação no dia seguinte à violenta desocupação da Câmara. Foto: Samuel Tosta

O dia 28 de Setembro vai ser conhecido como o Dia da Covardia. Dia de tristeza e luto, porque a Educação apanhou covardemente da polícia do governador Sérgio Cabral.
Você se lembra daquela sua professora, que lhe ensinou a ler e escrever? Daquela merendeira, que lhe deixava repetir a merenda deliciosa, dando aquela piscadinha?
Pois é: elas estão em greves, e ocuparam a Câmara dos Vereadores da Cidade do Rio de Janeiro.

Os professores estavam na Câmara para impedir a votação de um documento criado pelo prefeito Eduardo Paes e seus aliados de forma “ilegal”, porque foi feito às pressas e sem atender nenhuma nenhuma das reivindicações feitas. Ele afirmou que a maioria das reivindicações seriam atendidas e assim os professores voltaram a trabalhar (depois de muito serem enrolados). Entretanto, tudo não passou de mais uma enrolação e o tal documento/plano de carreira mal feito seria votado e com muitas evidências, aprovado. Continue lendo